Publicado por: Battista Soarez | março 14, 2013

PAPADO

Como fica a espiritualidade latino-americana com o papa Francisco

……………………………………………………………………………………..

O papa Francisco nasceu Jorge Mario Bergoglio SJ (Buenos Aires, 17 de dezembro de 1936) é o 266º Papa da Igreja Católica e atual chefe de estado do Vaticano.

PapaFranciscoÉ o primeiro jesuíta e o primeiro sul-americano a ser eleito Papa, além de ser o primeiro pontífice não-europeu em mais de 1200 anos. Arcebispo de Buenos Aires desde 28 de fevereiro de 1998 e cardeal-presbítero desde 21 de fevereiro de 2001, foi eleito em 13 de março de 2013. Jorge Mario Bergoglio é filho do casal de imigrantes italianos Mario Bergoglio (trabalhador ferroviário) e Regina Maria Sivori (dona de casa). Nascido e criado no bairro de Flores, Bergoglio fez graduação e mestrado em química, na Universidade de Buenos Aires. Já engenheiro químico, teve uma doença respiratória que lhe fez perder um pulmão.

Ingressou no noviciado da Companhia de Jesus em março de 1958. Fez o juniorado em Santiago, Chile. Graduou-se em Filosofia em 1960, na Universidade Católica de Buenos Aires. Entre os anos 1964 e 1966, ensinou Literatura e Psicologia, no Colégio Imaculada, na Província de Santa Fé, e no Colégio do Salvador, em Buenos Aires. Graduou-se em Teologia em 1969. Recebeu a ordenação presbiteral no dia 13 de dezembro de 1969, pelas mãos de Dom Ramón José Castellano. Emitiu seus últimos votos na Companhia de Jesus em 1973. Em 1973 foi nomeado Mestre de Noviços, no Seminário da Villa Barilari, em San Miguel. No mesmo ano foi eleito superior provincial dos jesuítas, na Argentina. Em 1980, após o período do provincialato, retornou a San Miguel, para ensinar em uma escola dos jesuítas.

No período de 1980 a 1986 foi reitor da Faculdade de Filosofia e Teologia de San Miguel. Após seu doutorado na Alemanha, foi confessor e diretor espiritual em Córdoba. Além do espanhol, fala fluentemente italiano e alemão.

PapaFrancisco2O novo papa foi nomeado nesta quarta-feira (13) em meio a muitas orações e expectativas dos católicos espalhados por todo o mundo. O pronunciamento informando que o cardeal Jorge Mario Bergoglio, argentino, como novo Papa foi uma agradável surpresa, segundo o bispo dom Sergio Krzywy, da Diocese de Araçatuba. Ele ressaltou durante entrevista, que Bergoglio começou seu legado sinalizando espiritualidade ao escolher o título de Francisco I.

Dom Sergio disse, ainda, que em sua primeira bênção, na Praça de São Pedro, o sucessor de Bento 16 à frente da Igreja Católica Apostólica Romana, quebrou todos os protocolos ao se curvar para receber as orações. “Podemos esperar uma simplicidade que já foi notada na apresentação de Francisco I. É o sinal de que a Igreja que quer mudar e através daquele que é o símbolo maior da igreja: o Papa”. Francisco I é o 266º Papa da história, o primeiro latino-americano e também o primeiro jesuíta.

AMÉRICA LATINA
De acordo com o bispo dom Sergio, a escolha de um Papa argentino representa uma alegria imensa para a Igreja Católica, em especial para igreja de Araçatuba. “O fato de ele ser da América latina mostra que aos poucos a escolha dos Papas não se restringe somente à Europa ou às regiões mais próximas de Roma. O próprio Papa se referiu a isso com a seguinte frase: ‘ Foram me buscar de tão longe para me trazer aqui como Papa'”, reproduziu.

Segundo o bispo, a mídia havia citado o nome do cardeal Jorge Mario Bergoglio algumas vezes, mas para o conclave é sempre difícil prever quem será o escolhido. “Por isso, digo sempre que a ação do Espírito Santo é preciosa, pois os cardeais se colocam à escuta para ouvir a voz de Deus e, assim, serem direcionados”.

O bispo declarou que os fiéis podem esperar algo de novo na continuidade daquilo que a Igreja sempre pregou e evangelizou. “A escolha do nome ‘Francisco I’ é algo precioso. São Francisco é um santo de reconhecimento universal. Até mesmo as outras religiões se admiram do modo de ser do santo. Penso que a escolha sinaliza para um mundo de como é importante olhar para a ecologia e o planeta. O titulo do Papa sinaliza a espiritualidade franciscana, embora ele seja jesuíta”.

PREPARAÇÃO do CONCLAVE
A escolha do novo Papa teria sido a terceira mais rápida da história, em se tratando do período em que o conclave esteve reunido para definir o pontífice. Na visão de dom Sergio, a preparação dos cardeais que antecedeu o conclave, ofereceu elementos fundamentais para sinalizar a definição do novo Papa e até mesmo a escolha do nome que o mesmo usaria. A partir de agora, Francisco I terá grandes desafios e missões a serem cumpridas. “O Papa continuará os trabalhos iniciados por Bento 16 e encontrará desafios de uma igreja que prossegue com sua missão no mundo. A colegialidade deve ser reforçada nos continentes, conferências episcopais, para que as igrejas tenham autonomia cada vez maior. Outro desafio será a comunicação que precisa ser aprimorada. O evangelho deve ser transmitido de forma imediata e acessível às pessoas”, diz dom Sergio.

Ele finaliza destacando que “as questões morais também precisam ser trabalhadas pelo novo Papa numa linha de um mundo que está em mudança. A Igreja precisa dar respostas urgentes para questões urgentes”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: